A “Europa em 80 dias” passa por Portugal

Ana Isabel Aranda e Juan Manuel Alfonzo, os dois jornalistas que há pouco mais de uma semana começaram a percorrer a Europa em 80 dias, enviaram-nos os seus relatos referentes à sua passagem por Portugal.

Com muito orgulho nos excelentes comentários que fizeram relativamente ao nosso País,  deixamos uma breve narrativa sobre esta sua experiência:

Herdade da Matinha: muito mais que arte

Estamos no coração do Cercal do Alentejo, na Herdade da Matinha, uma casa campestre única, incluída na rede da Toprural em Portugal.

A Herdade da Matinha é uma casa rural que combina com justa medida o bom gosto, o estilo fresco e o natural. As cores brilhantes impregnadas na tela misturam-se com os espaços abertos, o branco e o azul céu, tal e qual como uma galeria de arte num ambiente de descanso para todos os sentidos.

Paula recebe-nos no terraço da entrada com um sorriso e acolhe-nos como se nos conhecesse desde sempre. Convida-nos a entrar para um espaço translúcido onde muito cordialmente somos recebidos por Mónica e Alfredo, os criadores deste oásis situado bem a sul de Lisboa.

A Herdade da Matinha dá-nos os bons dias com um pequeno-almoço caseiro. O pão, os queijos de diferentes tipos e sabores, passando às marmeladas e aos sumos feitos nesta terra com ingredientes naturais e muita boa energia.

Já com a luz do dia pode-se admirar melhor os detalhes naturais, que transformam esta propriedade em algo simplesmente maravilhoso.

O conforto das habitações desenhadas com materiais naturais permite um descanso perfeito, debaixo de um manto de estrelas impossíveis de serem observadas nas cidades.

Plenos de alegria e nostalgia, que não é mais do que saudade, dirigimo-nos a Lisboa para vermos o cair da tarde na companhia de Luís Chaves, o Diretor da Rede Portuguesa de Desenvolvimento Rural.

A nossa experiência não poderia ter começado melhor.

Regresso ao passado na Quinta do Gatão

A Quinta de Gatão é um conjunto de casas plenas de história, possui uma capela que parece saída de um livro de Umberto Eco ou de Dan Brown, uma cavalariça para os amantes da equitação e todas as condições para aqueles que prefiram banhar-se na sua piscina, ou para os apaixonados pelo ténis, o bilhar e dos jogos de mesa.

Jorge, o proprietário da Quinta de Gatão veio ter connosco à portagem à saída de Recezinhos e entre campos, vinhas e flores para nossa surpresa, recebe-nos com um cálice de vinho do porto, uma reserva especial delicadamente engarrafada e sem rótulo.

Jorge explica-nos que nesta região produz-se o chamado vinho verde que deve o seu nome à imagem que se observa do alto das vinhas tal qual como teares cuidadosamente tecidos. Igualmente nos demonstra a sua gratidão para com a Toprural. Comenta que o número de hóspedes aumentou desde que se aliou a estes amantes do turismo rural.

Entramos na casa que o Jorge nos preparou. A entrada recebe-nos com uma cozinha em pedra, como as que se usavam quando a lenha cozinhava a fogo lento os guisados que sabiam a glória e que no Inverno convida a escutar o crepitar da madeira junto à sua chaminé. Uma maravilhosa surpresa, que nos faz sentir como se entrássemos num espaço sem tempo, onde o relógio parou há muito.

Chegou o momento de partirmos desta lindíssima casa rural e antes de sairmos o Jorge despede-se de nós com muitos abraços e recordações para a Toprural.

Dirigimo-nos então a Sabrosa, na região do Alto Douro, uma zona vitivinícola onde se produz a uva que dá origem ao vinho do Porto e visitamos a adega Avessada, um dos projetos mais conceituados de LEADER na zona.

A nossa experiência em terra portuguesa foi magnífica.

Tendo como referência duas casas rurais, uma situada na zona do Alentejo e a 50km do Algarve, a Herdade da Matinha e a outra na zona do Alto Douro, a Quinta de Gatão, experimentamos o rural entendido como imersão no coração da natureza da inovação e tradição, perfeitamente combinadas para se adaptarem à vida moderna.

Portugal oferece ao turista que procura reencontrar-se consigo no meio da natureza, um perfil agreste pleno de ar puro e uma oferta de casas rurais para todos os gostos e com um estilo próprio.

Um conselho para os viajantes que pretendam descobrir o Portugal mais rural é terem impresso uma rota de acesso para evitarem trajetos desnecessários e inclusive perderem-se nas estradas secundárias.

Se pretende seguir a restante viagem através da Europa, pode faze-lo no blog “Europa en 80 dias“.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *