À procura do calor no Parque Natural da Ria Formosa

É o parque mais a sul de Portugal Continental, o que, diga-se, nestes dias de frio é o mais adequado para procurar o calor que parece faltar. Aqui na Toprural damos algumas dicas de visita ao Parque Natural da Ria Formosa.

Com cerca de 60 km de comprimento, indo desde o rio Ancão até à praia da Manta Rota, o parque ocupa uma área de mais de 18 mil hectares, englobando partes dos concelhos de Loulé, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António.

O grande atractivo neste Parque é o contacto com a Natureza, uma vez que é constituído, na sua maior parte, por diversos canais de água.

Por aqui encontram-se bastantes espécies animais, principalmente aves, como atesta o próprio símbolo do Parque: um caimão-comum, que por aqui tem a sua única zona de reprodução em Portugal. Entre outras espécies presentes e raras, destaques para o camaleão, flamingo e águia de asa redonda.

O que fazer

Apesar da meteorologia não ajudar à permanência nas praias como estamos habituados no Verão, ainda assim os extensos areais da zona são um deleite para vista. E, de certo, não perderá a oportunidade de aí realizar boas caminhadas.

Com a proximidade das cidades de Faro e Olhão, de certo que aí encontra bastantes razões de visita. Mas, se preferir um maior contacto com a Mãe Natureza, siga os os roteiros aconselhados Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade, seja a ou de automóvel.

Onde ficar

Para que não perca tempo a encontrar local onde ficar, aqui tem algumas sugestões:

Quinta dos PoetasPechão, Olhão
Monte do ÁlamoTavira
Casa CamaleonTavira
Vilacampina GuesthouseLuz, Tavira
Casa de Cacela – Vila Nova de Cacela, Faro
Quinta MatiasBoliqueime, Faro
Quinta da AlfarrobeiraOdiáxere, Faro

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caim%C3%A3o-comum

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *