Apague a luz, é a Hora do Planeta

No próximo dia 28 de Março (um Sábado) às 20:30, 64 países apagarão a luz numa acção conjunta na luta pelo meio-ambiente. A esta acção, baptizada como A Hora do Planeta 2009, estamos todos convidados a permitir que o mundo respire durante 60 minutos. A Toprural uniu-se imediatamente a esta iniciativa que tem por lema “Apaguemos a luz para acender o Planeta”.

A convocatória lançada pela WWF Portugal, tem como objectivo reunir o apoio de cidades de todo o mundo, às quais se inclui por primeira vez Lisboa, para que monumentos emblemáticos como o Cristo-Rei, a Ponte 25 de Abril, o Palácio de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém, o Padrão das Descobertas, o Castelo de São Jorge, entre outros, apaguem a sua iluminação como sinal de apoio à luta contra as alterações climáticas.

Um bilião de pessoas de mais de mil cidades, do mundo inteiro, apagarão as luzes com o objectivo de enviar uma mensagem aos dirigentes mundiais face à Conferência Internacional sobre Alterações Climáticas de Copenhaga 2009, que terá lugar de 7 a 18 de Dezembro, e relembrar que o mundo necessita um compromisso de acção para reduzir a emissão de gases com efeito estufa.

Em 2008, 50 milhões de pessoas de 35 países uniram-se para apagar as luzes das suas casas, empresas e edificios públicos durante uma hora. Esta elevada participação fez com que este evento se converta no maior movimento comunitário que o mundo alguma vez testemunhou.

Mais informação: United Nations Framework Convention on Climate Change

2 thoughts on “Apague a luz, é a Hora do Planeta

  1. janaina

    Bom muito interessante o interesse de vocês por essa causa tão importante… Muito bom,mas por favor revisão ortográfica “acção”?? “baptizada”??

  2. Alexandra C.Santos

    Janaina, muito obrigada pelo interesse no nosso artigo.

    Não obstante, devo dizer-lhe que as palavras “acção” e “baptizada” estão escritas correctamente, segundo consta no Dicionário da Língua Portuguesa On-Line (DLPO), que é um dicionário de português europeu, cuja nomenclatura compreende o vocabulário geral, bem como os termos mais comuns das principais áreas científicas e técnicas da língua portuguesa contemporânea.

    Os melhores cumprimentos,

    Alexandra C. Santos

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *