Serras dos Distritos de Lisboa e Coimbra – Séries Serras de Portugal

Serra de Montejunto

Serra de Montejunto com 666 metros de altitude é tido como o miradouro natural mais alto da Estremadura, com uma estrutura geológica que permite aos amantes da natureza explorarem os seus algares, grutas, lagoas residuais, necrópoles e fósseis pré-históricos. Localiza-se no norte do distrito de Lisboa, entre os concelhos do Cadaval e Alenquer.

O seu clima serrano foi escolhido por monges antigos para a construção de dois conventos que hoje se encontram em ruínas, sendo o mais antigo dominicano datado de Xll e um outro que não chegou a ser terminado. Próximo deles encontram-se as Ermidas da Senhora das Neves, do século XIII e de São João, revestidas de azulejos. Também conhecida como a Serra da Neve e dona de uma extensa beleza natural, a serra com a sua curiosa paisagem, dependendo da época de boa visibilidade, exibe outras construções humanas existentes na região onde estas se juntam com os seus campos esverdeados e ilhas que ficam nos arredores.

Serra de Sintra

Serra de Sintra mede cerca de 10 quilómetros de Leste a Oeste e aproximadamente 5 km de largura, com uma altitude de 529 metros, na Cruz Alta. Também conhecida como Monte da Lua é bastante conhecida pela sua fauna diversificada, as espécies encontradas são: a raposa, a gineta, a toupeira, a salamandra, o falcão peregrino e a víbora.

A região é bastante procurada pelos amantes de escalada e montanhismo, onde as suas excursões são repletas de vegetação única e pela variedade de flora, assim como o clima que tem as suas característica oceânicas. O seu trajeto segue até alguns pontos de grande valia turística, como o Castelo dos Mouros situado no alto de um monte e rodeado pela plantação local, o Palácio da Pena que fica dentro da própria vila de Sintra, o Convento dos Capuchos com as suas histórias antigas, o Palácio Nacional de Sintra, o Palácio de Monserrate e a Quinta da Regaleira.

Serra do Açor compõe a Cordilheira Central que mantém outras duas serras. Localizada no centro de Portugal em Coimbra e dona de uma grande extensão de terra, é dona de uma beleza única, com cenários perfeitos que englobam trilhos, picos, cascatas entre rios e montes que completam o passeio exibindo partes inexploradas da região. Os seus lugares inexplorados dão espaço para locais de beleza única, como o jardim botânico que se encontra no Santuário de Nossa Senhora das Preces e se situa na abandonada Aldeia do Colcurinho.

Dentro desta serra existem alguns lugares protegidos devido à sua importância ecológica.

A Mata de Margaraça desde anos passados, mantém uma vegetação rara que existe devido às encostas xistosas do centro de Portugal, assim como abriga fungos e briófitos que se alastram pelo chão fazendo parte de outras milhares de espécies.

A Fraga da Pena é o cenário perfeito, tem uma paisagem exuberante rodeada de várias cascatas que resultam num solo fértil para o mantimento de espécies de flora como o carvalho-alvarinho, azereiro, azevinho, castanheiro e aderno.

A Cascata da Fraga da Pena teve origem devido a um acidente geológico, acontecimento que veio enriquecer a região, pois tornou-se num recurso natural de grande valia dentro da Serra do Açor.

Rica na variedade de fauna e flora, a região é dona de trilhos que levam os amantes de atividades terrestres para uma viagem espetacular.

Serra da Lousã integrada no sistema montanhoso luso-espanhol da Meseta, proporciona lugares calmos na natureza livre, sendo mais um desafio para os aventureiros que buscam percursos de paisagem no seu estado puro. As condições ecológicas são propícias para reintrodução de animais, tentando restabelecer os seus habitats naturais.

O seu percurso serrano é a principal linha de conexão com as aldeias próximas, para este deslocamento é necessário recorrer a empresas especializadas.

rabaçal

Serra do Rabaçal tem 532 metros e está localizada na freguesia de Pombalinho, Coimbra e tem este nome devido a uma planta que é tida de grande validade na região, por servir de tempero. Durante o trajeto encontra-se fauna e flora em abundância onde estas se apresentam dependendo da época do ano. Esta serra está ligada a vários vilarejos antigos com uma paisagem rústica.

Serra do Vidual oferece muito espaço para quem deseja fazer uma boa caminhada. Com 1119 metros e situada na freguesia do Cabril, Coimbra, tem uma extensão admirável com espaços que vão de encontro com a tranquilidade da natureza. O seu clima permite passeios prolongados onde se encontra ar puro nas diferentes localidades dentro da serra, assim como as belezas naturais encontradas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *