Tag Archives: Alojamentos

Saia de casa e aventure-se: orientação e sobrevivência em Portugal!

Esta semana o artigo é dedicado às actividades outdoor (isto é, ao “ar livre”), nomeadamente as que testam a nossa capacidade de adaptação e improviso face ao meio natural envolvente, e assim nos põem à prova.

Comecemos pelo “bushcraft“. Traduzido, o termo pode ter como equivalente a expressão “artes do mato”. No fundo, é o que representa esta prática que tem um simples objectivo: ensinar e promover métodos de sobrevivência e adaptação à envolvente natural através do pouco que se tem ao dispor nesse cenário. É mais do que tirar fotografias ou observar a fauna/flora de um determinado lugar: é conviver com esse meio e saber utilizar os seus recursos (de forma responsável, claro).

Outra prática relacionada com este tipo de actividades ao ar livre é a orientação. Conta já com um século de existência e continua a atrair adeptos em todo o mundo, uma vez que está directamente ligada ao lazer. A sua proximidade com a natureza permite que os praticantes passem por zonas menos habitadas (aldeias, serras, montanhas, por exemplo). A orientação pode ser praticada a pé ou em BTT, é para todas as idades e também, claro, uma excelente oportunidade para fazer turismo rural!

Como funciona? O praticante recebe um mapa assinalado com vários pontos de controlo (e que no terreno aparecem como balizas, prismas laranjas e brancos) acompanhados por um pequeno dispositivo electrónico, e/ou de um pequeno picotador. Cada indivíduo possui um identificador (ou um cartão de controlo, que tem de picotar) que utiliza de forma a marcar a sua passagem por cada ponto. No entanto, não há um percurso: cabe a cada participante escolher o melhor caminho para o próximo ponto de controlo!

Onde obter mais informação: Associação Portuguesa de Buschcraft e Escola do Mato, por exemplo. Para saber mais sobre orientação, recomendamos a página da Federação Portuguesa de Orientação.

Aventure-se: na Toprural pode pesquisar alojamentos em zonas onde se pratique orientação/sobrevivência.

Casas rurais para ir a banhos no interior

Quer ir tomar um banho à praia, mas está cansado do mar? Então, a solução é optar uma área de banhos no interior, sejam praias fluviais, lagos ou barragens. A pensar em si, a Toprural criou o filtro para encontrar as casas rurais perto de zonas de banhos no interior.

Praia Fluvial do Azibo | Foto de HusondEntrando no nosso site, pode seleccionar a zona do país onde pretende encontrar casas. Depois, na coluna da esquerda, tem os filtros de pesquisa. Expanda o ‘Outras características’ e quase no fim, em ‘Situação’ encontra a caixa ‘zona interior de banhos (rios, represas, etc.)’. É só seleccionar essa opção e iniciar a sua procura.

Esta é mais uma novidade que preparamos para si, a juntar a muitas outras como a pesquisa de casas com wi-fi grátis ou casas “amigas” dos animais de estimação.

Mas tem muitas, muitas mais opções de pesquisa. Descubra-as!

Boa viagem!

Minho ‘estreia’ pesquisa por região

Mais uma inovação na Toprural. Agora, já pode procurar as casas rurais para passar os seus dias de descanso através da pesquisa por região. Para lhe demonstrar como tudo isto funciona, nada melhor do que começar com uma ‘pesquisável’ região nacional: o Minho.

Gerês | Foto de Rosino

Na realidade, esta não é ‘oficialmente’ uma região de Portugal, sendo que para efeitos estatísticos se adopta outra delimitação. No entanto, a maior parte dos portugueses reconhece a região com esse nome, englobando assim os distritos de Braga e Viana do Castelo.

Esta região, onde o verde abunda graças ao clima e por ser atravessada por vários rios, situa-se a norte de Portugal, fazendo fronteira com a Galiza, região espanhola. De resto, é até o rio que dá nome à região – o Minho, obviamente – que separa o nosso território do do país vizinho. Isto durante 75 kms, de Melgaço à à foz.

Um dos grandes atractivos na região é o facto de aqui se encontrar a maior parte do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Tem também inúmeras outras razões de visita, e além das já referidas Viana do Castelo, e Braga, tem muito que visitar em Guimarães, Ponte de Lima, Barcelos, Arcos de Valdevez ou Caminha. A gastronomia, por exemplo, é de deixar completamente satisfeito os mais exigentes. Aconselhamos também que, moderadamente, não deixe de experimentar o famoso vinho verde da região.

Actualmente, na Toprural, ainda não encontra, pesquisáveis, todas as regiões nacionais. Ainda assim, e para que não perca nada, fique aqui com o que já temos preparado para si: Alto DouroSerra da Estrela, Grande Lisboa, Trás-os-Montes, Grande Porto, Leiria-Fátima, Serra de Sintra e Península de Setúbal.

Visita ao berço da nação

Guimarães, a cidade que viu nascer Portugal. E com tanta história para visitar que na Toprural resolvemos traçar-lhe um roteiro daquilo que não pode perder na cidade. Claro que, para lhe poupar trabalho, também seleccionámos algumas casas rurais perto, para poder descansar.

Centro Histórico de Guimarães | Foto de Feliciano GuimarãesSituada na região do Minho, no Norte de Portugal, a “cidade berço”, como muitas vezes é apelidada, deve esse facto por ter sido o centro administrativo do Condado Portucalense, território que deu origem ao nosso país, e por ter sido o local de nascimento de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

Inevitável é a visita ao castelo. Localizado na freguesia de Oliveira do Castelo, foi mandado construir no século X por pela condessa Mumadona Dias. É uma imponente estrutura que permite observar uma paisagem magnífica sobre a cidade e regiões dos arredores. Junto encontra-se o campo de São Mamede, onde se travou uma das mais importantes batalhas para a independência de Portugal: a batalha de São Mamede, em 1128.

Perto encontra também o Paço dos Duques de Bragança, outra construção de relevo de origem no século XV, e com claras influências arquitectónicas do Norte da Europa. Alberga um museu nas suas instalações.

Todo o centro que qualquer que seja a cidade tem sempre razões de interesse para uma visita. O centro histórico de Guimarães não foge a esta regra, claro está. Classificado como Património Mundial pela UNESCO (link em inglês),  proporciona momentos de prazer ao ser visitado, dando a ilusão de estarmos a passear por uma povoação da Idade Média, tal a quantidade de antiga arquitectura ainda preservada.

A não perder é também a viagem de teleférico entre a cidade  e a montanha da Pena, numa distância de 1,7 km e uma altitude de 400 metros. Tudo para visitar o Santuário de Nossa Senhora da Pena e aproveitar a bela paisagem.

Muitos são também as razões para visitar a cidade, que será Capital Europeia da Cultura em 2012. Mas deixamos a si o prazer a descoberta. Se ainda tem dúvidas, aceite a sugestão do conhecido jornal New York Times, que elegeu Guimarães como um dos 41 destinos a visitar em 2011.

Onde ficar:

Casa dos Pombais, Guimarães
Quinta de Corujeiras
, Infantas, Braga
Quinta do Casal de S. Miguel do Soutelo
, Soutelo, Braga
Casa da Ponte de S. Pedro
, Cantelães, Braga
Casa de Requeixo
, Frades, Braga
Quinta de Cima de Eiriz
, Calvos, Braga

Boa viagem!

Visite Coimbra, a cidade dos estudantes

Conhecida como a cidade da mais antiga Universidade portuguesa, Coimbra é muito mais que isso, e tem muitas razões de visita. Aqui na Toprural indicamos-lhe aquilo que não pode perder nesta cidade do centro de Portugal.

Coimbra | Foto de nanabouUniversidade de Coimbra
Criada em 1290 pelo rei D. Dinis, com a denominação de ‘Estudos Gerais’, em Lisboa, foi-se estabelecendo, intermitentemente e durante anos, entre a capital  entre e Coimbra, tendo-se fixado na cidade do centro em 1537. Aqui poderá visitar edifícios como a Biblioteca Joanina, a Capela de S. Miguel, a prisão medieval e académica, e as salas das Armas, Capelos, e do Exame Privado.

Quinta das Lágrimas
Localizada na margem esquerda do rio Mondego, a Quinta das Lágrimas apresenta uma área de cerca de 18 hectares, onde se encontra um palácio do séc. XIX, que actualmente recebe um hotel de luxo. A quinta é famosa por ter sido o cenário da paixão entre D. Pedro e D. Inês de Castro. É ideal para um passeio romântico a dois, mas também pode passar por aqui bons momentos com a restante família.

Portugal dos Pequenitos
É o local ideal para ir com os mais pequenos. Inaugurado em 1940, é basicamente uma amostra dos monumentos e casas típicas de Portugal, tudo concentrado num só local e, claro, em ponto pequeno, fazendo as delícias das crianças que adoram estas construções à sua dimensão.

Passeio pelo Mondego
Basófias. O nome é estranho, mas é assim que se denomina o barco que realiza percursos, de cerca de uma hora, ao longo do belo rio Mondego. Passa por diversos pontos de interesse como as pontes de Santa Clara, Açude e Rainha Santa Isabel, bem como a Praça da Canção, Lapa dos Esteios, Quinta das Varandas e Ínsua dos Bentos.

Conímbriga
É monumento nacional e uma das maiores povoações romanas de que subsistem vestígios em Portugal. Estas ruínas, que se localizam a 16 km da cidade de Coimbra, é a estação arqueológica mais estudada no nosso país. Encontra aí também um Museu onde poderá ver muitos dos artefactos encontradas nas escavações.

Gastronomia
Perto, em Vila Nova de Poiares, encontra, nos restaurantes aderentes e até dia 24 de Janeiro a Semana da Chanfana, prato preparado com carne de cabra. Mas, a gastronomia desta região da Beira Litoral é, no seu todo, um apetecível prato.

Estas são apenas algumas das sugestões que lhe damos, porque, de certo, ao visitar a cidade encontrará muitas mais. Diga-nos aquilo que mais o marcou na sua visita a Coimbra!

Onde ficar

Fique com algumas casas na região de Coimbra, onde poderá passar verdadeiros dias de descanso:

Casa do Vale do Linteiro
Quinta de Além do Ribeiro
Casa da Eira
Casa da Cerejinha

Casa da Quinta do Espanhol

http://pt.wikipedia.org/wiki/Chanfana