Tag Archives: Gastronomia

Comidas típicas da Páscoa

A tradição em redor da Páscoa traz também consigo a gastronomia típica desta celebração religiosa bastante popular em Portugal e no mundo. O ano passado já tínhamos abordado os alojamentos rurais para a época. Vejamos desta vez que pratos tradicionais da Páscoa se preparam no país.

Em primeiro lugar, o peixe não é uma escolha tão frequente (a não ser o bacalhau na sexta-feira que antecede o dia de Páscoa), sendo a carne o alimento predilecto, devido em grande parte à Quaresma, período durante o qual impera a abstinência de carne.

É comum em todo o país comer-se o borrego ou cabrito (assado ou ensopado). Na região do Porto é popular o lombo de boi, também conhecido como “boi da Páscoa” e, na zona da Beira Litoral, a chanfana (já apresentada na nossa rota de sabores) e o leitão assado. Em Trás-os-Montes, o folar de carne e o Alentejo é famoso pelos pratos de cordeiro.

No que diz respeito às sobremesas, não podemos deixar de mencionar os 3 doces típicos tradicionais da Páscoa: o folar (havendo vários tipos, como o folar doce e o folar gordo) , as amêndoas e o chocolate. Há mais doces, claro: na região do Minho, por exemplo, é tradicional comer-se o pão de ló.

Se quiser partilhar outros pratos típicos que não constem do artigo, escreva-nos na secção de comentários. Quais são as suas iguarias favoritas na Páscoa?

Gastronomia portuguesa: 5 eventos tradicionais imperdíveis!

Uma das melhores coisas em Portugal é a gastronomia. São séculos de aperfeiçoamento de diversas receitas, métodos e técnicas que produzem iguarias reconhecidas nacional e internacionalmente.

Quer falemos de enchidos, doces, queijos, vinhos, carne ou peixe, a nossa oferta é muito variada. Consequentemente, todos os anos podemos encontrar várias feiras ou festivais pelo país fora, celebrando o que de melhor se produz em território nacional.

Apresentamos assim 5 eventos gastronómicos tradicionais de Portugal que não pode deixar de visitar, com sugestões de alojamento rural para cada!

1) Festival do Queijo, Pão e Vinho (Abril) – Quinta do Anjo, Palmela
Queijo, pão e vinho! Algo tão típico no nosso país, seja como entrada ou mesmo refeição completa. É na Quinta do Anjo (Palmela, distrito de Setúbal) que se festejam estes três elementos tão imprescindíveis na nossa gastronomia, havendo ainda um espaço para doces típicos. É neste evento que os produtores da região se juntam para partilhar o que de melhor se faz nela.

2) Festa do Leitão da Bairrada (4 a 8 de Setembro 2013) – Águeda, Aveiro
O Leitão à moda da Bairrada é um clássico português! Esta festa já conta com praticamente 20 anos de existência e é um marco da peregrinação gastronómica lusa. Desde a sua génese que esta festa em Águeda (distrito de Aveiro) recebe milhares de visitantes… aliás, o culto evoluiu além da festa anual: a região recebe os fãs do leitão durante todo o ano!

3) Festival da Lampreia (22 a 24 de Fevereiro) – Penacova, Coimbra
Há quem comente que a lampreia é um animal com um aspecto estranho, ou mesmo arrepiante. Independentemente da aparência, milhares declaram-se fãs incondicionais do seu sabor. Em Penacova (Coimbra) celebra-se esta iguaria gastronómica portuguesa: o Arroz de Lampreia. Um evento a não perder!

4) Festival de Sabores Mirandeses (15 a 17 de Fevereiro) – Miranda do Douro, Bragança
A gastronomia da região de Miranda do Douro é uma viagem que não pode perder: as especialidades incluem a vitela e o cordeiro mirandês, os enchidos e doces da região… a acompanhar? O vinho regional, claro! A festa inclui também música, exposições, artesanato, workshops e jogos tradicionais, entre outras actividades.

5) Festival Internacional do Chocolate de Óbidos (22 de Fevereiro a 17 de Março) – Óbidos, Leiria
E para sobremesa, não podíamos deixar de parte o festival de chocolate mais conhecido do país! Visitada anualmente por milhares de pessoas, esta celebração do chocolate em Óbidos (Leiria) inclui esculturas, concursos, workshops de chocolateria, entre outras actividades (também há específicas para as crianças).

Há uma enorme diversidade de festivais e feiras em Portugal: apenas apresentámos alguns dos eventos principais. Todas as regiões do país são ricas em tradição (sobretudo gastronómica!) e têm algo para partilhar com os visitantes. Assim, se gostaria de recomendar outro(s) eventos que não podemos perder, partilhe nos comentários do artigo!

Casas rurais ‘gastronómicas’

Portugal tem uma rica gastronomia, com grandes diferenças, mesmo para um pequeno país. Mas,  isso já você sabe. Desafiamo-lo, no entanto, a fazer um percurso gastronómico por Portugal, aproveitando para descansar numa casa Toprural.

Açorda Alentejana | Foto de Filipe Fortes

Algumas das nossas casas rurais oferecem mesmo algumas das iguarias da região. No entanto, em todas elas, por certo, encontra conselhos sobre onde comer bem!

Porto, Norte e Alto Douro

Comecemos pelo Porto: aqui, a nível gastronómico, são as francesinhas as mais emblemáticas. Espécie de sanduíche com linguiça, salsicha, fiambre, carnes frias e bife, que tem depois a particularidade de ter queijo derretido por cima, sendo servida num prato com o característico molho. Passando para o restante da região, por aqui pode também aproveitar para desfrutar de pratos como os rojões (à moda do Minho), papas de sarrabulho ou bacalhau à Gomes de Sá. E, claro, não podemos esquecer as tripas à moda do Porto, prato que remonta à época da conquista de Ceuta: para abastecer os barcos da expedição, a população entregou a carne que tinha armazenada, daí que pouco sobrou e a criatividade deu lugar a este prato único.
Conheça casas rurais com percursos gastronómicos no Porto, Norte e Alto Douro.

Região Centro e Douro Sul

Na região Centro, onde se incluem as Beiras, um dos sabores que  assume destaque é o queijo da Serra da Estrela. Feito com leite de ovelha, este queijo amanteigado é considerado um dos melhores de Portugal. No campo dos pratos típicos, nesta região encontra a chanfana (feito com carne de cabra), ou os maranhos (saco do bucho recheado com carne e outros condimentos). Ponto forte é também o leitão da Bairrada.
Fique com algumas casas rurais com percursos gastronómicos na região Centro e Douro Sul.

Lisboa e Vale do Tejo

Em Lisboa, um dos pratos que melhor define essa “instituição” que é o petisco: caracóis. São muitos os restaurantes ou simples tascas onde os pode comer, mas como são um prato de Verão, agora não encontrará muitos. Outro prato típico, e também normal nos dias mais quentes, é a sardinha assada, acompanhada apenas com batata cozida e salada. Ou então, simples, em cima de uma fatia de pão. São também típicos os pratos de amêijoas à Bolhão Pato ou o choco frito da região de Setúbal.
Conheça as casas rurais com percursos gastronómicos em Lisboa e Vale do Tejo.

Alentejo

Região conhecida por ter uma gastronomia simples, baseada nos produtos naturais da região, tem na açorda alentejana um dos seus ícones. Alho, azeite, pão, ervas e pouco mais, trazem um sabor especial a esta espécie de sopa. Por falar em sopa, a de cação é também apreciada na região do Alentejo. Outros pratos incluem as migas com entrecosto, ou o gaspacho (sopa fria).
Fique com casas rurais com percursos gastronómicos no Alentejo.

Algarve

Como região dominada pelo mar que é, muitos dos pratos algarvios assentam naquilo que o oceano tem para oferecer. É o caso dos chiquinhos à algarvia. O xarém com conquilhas, bem como a caldeirada à algarvia são outros atractivos. E, claro está, qualquer prato com peixe grelhado é uma delícia de frescura.
Conheça as casas rurais com percursos gastronómicos no Algarve.

Açores

Entre as maravilhas gastronómicas das ilhas dos Açores, destaque para o cozido à portuguesa das Furnas. Aqui, aproveitando o calor do solo, tudo é cozinhado introduzindo o tacho com os ingredientes num buraco escavado na terra. As lapas grelhadas são também um atractivo gastronómico, bem como muitos outros pratos de origem oceânica.
Veja as casas rurais com percursos gastronómicos nos Açores.

Madeira

A espetada é um dos pratos mais emblemáticos. Trata-se de uma rica espetada que tem a particularidade de ser feita num espeto de pau de loureiro, dando um outro sabor aos ingredientes. A acompanhar, nada melhor que bolo do caco, que ao contrário do nome, trata-se de um pão de trigo, que tanto pode ser consumido como acompanhamento ou como entrada. Outro prato típico é o coelho do Porto Santo à caçador.
Conheça as casas rurais com percursos gastronómicos na Madeira.

Boa viagem. E, já agora, bom apetite.