Tag Archives: pros e contras

Prós e contras do Pinterest e Instagram para promover o seu alojamento

PinterestInstagram? Ambos? Se ainda não sabe muito bem qual destes escolher, iremos partilhar pontos positivos e negativos de cada um, para que decida a que mais lhe convém para o seu negócio. Tanto um como outro se baseiam na componente visual dentro das redes sociais e poderão servir para dar a conhecer o seu alojamento. Comecemos!

1. PINTEREST

Esta rede social apresenta um design simples, baseado no “Gosto” do Facebook, neste caso chamado Pins. Pode criar painéis por tema (por exemplo, um painel para as várias partes da casa, outro para os animais da quinta, etc.) e ir adicionando fotos (ou pins). Também pode seguir outros utilizadores e fazer um “re-pin” (semelhante a re-tweet) de outras fotos que lhe agradem.

Outra questão importante é o público-alvo a quem se destina o conteúdo que irá partilhar e submeter no Pinterest. Aproximadamente 85% do tráfico no site é conduzido por mulheres (números oscilam entre os 72% e 97% dos utilizadores).

Prós do Pinterest

  • Tráfico. O Pinterest gera tráfico na sua página, já que permite adicionar o link da mesma quando adiciona um pin.
  • Não são necessários “amigos”. Podemos seguir grupos com conteúdo que nos interessa, sem a necessidade de ter “amigos”.
  • Mostramos quem somos através do que nos interessa. O poder das imagens é o ponto forte: o Pinterest é uma autêntica montra!
  • Navegação de conteúdos. A informação está classificada e ordenada em “pranchas”, pelo que o cliente encontra o que procura de forma rápida.

Contras do Pinterest

  • Para obter o sucesso desejado, as fotografias deverão ter a melhor resolução possível. Não serve de muito adicionar uma foto qualquer.
  • Exclusivamente auto-promoção = errado. O Pinterest alerta que o serviço é para ser utilizado como uma forma de guardar e partilhar os interesses que temos, e não para auto-promoção excessiva. Lembre-se: é uma comunidade e há que interagir.
  • Não dirija o seu Pinterest apenas para o negócio em si (claro, publicitar uma promoção pontual é uma boa ideia), mas também para o estilo de vida.
  • Outra rede social?“. Certamente é um pensamento que já deve ter passado pela cabeça de muita gente. Há que avaliar se realmente vale a pena ou não começar a utilizar o serviço.

Exemplo
Um exemplo muito bom é o do painel “Já me esqueci no Hotel lunacandeleda” do alojamento rural Luna, em Espanha. Aqui, o proprietário, Luis, vai adicionando fotos dos objetos que os viajantes deixam esquecidos no seu hotel. É uma forma diferente (indirecta mas original) de dar a conhecer o alojamento, e de criar uma ligação com o cliente. Também criou outros painéis onde os utilizadores poderão ver fotos dos interiores e exteriores da casa, das imediações, etc.

Para mais ideias, poderá também dar uma vista de olhos aos painéis da Toprural no Pinterest.

2. INSTAGRAM

O Instagram foi pensado para uma utilização a partir do telemóvel. Com esta aplicação podemos adicionar fotos do nosso alojamento de forma rápida e simples, utilizando diferentes filtros que dão um toque “retro” à nossa fotografia. Basta criar uma conta de utilizador, começar a seguir gente e conseguir seguidores, para que conheçam o seu alojamento.

Prós do Instagram

  • Audiência. Em Agosto, superou o Twitter em relação ao número de utilizadores. Portanto, a exposição das nossas fotos é bastante elevada.
  • Publicidade. Se o seu produto e/ou serviço tem qualidade, os utilizadores poderão tirar uma foto (ao quarto, à piscina, etc.). Hoje em dia as pessoas mostram o seu apreço tirando uma foto. Não é necessário descrever o produto, uma foto com um comentário (“Recomendo!”). Assim, os utilizadores ajudá-lo-ão, de forma simples e honesta, a espalhar a sua imagem.
  • Esforço reduzido. Não é preciso muito esforço para usar o Instagram. Basta tirar a foto, escolher um filtro, escrever um título e enviar.
  • Familiaridade. Será fácil habituar-se à sua utilização, sobretudo se está minimamente familiarizado com o Twitter, uma vez que o sistema de etiquetar com cardinal (#) e menções com arroba (@) é idêntico.
  • Divulgação. A fotografia pode ser partilhada noutras redes sociais, como Facebook (a quem pertence o Instagram, a propósito), Twitter ou Foursquare.

Contras do Instagram

  • Não dispõe de uma página web para controlar e gerir as nossas fotos. Está construído exclusivamente para telemóveis.
  • Não se podem controlar os comentários enviados/recebidos.
  • As fotos que carregamos no Instagram podem ser utilizadas para fins publicitários, sem necessidade de consentimento.

Exemplo
O melhor, neste caso, é criar um utilizador no Instagram (experimente um pessoal para ver como funciona) e explorar os utilizadores que tanto a própria aplicação como os amigos que vai adicionando sugerem. Como exemplo, um restaurante em Nova Iorque criou a hashtag #ComodoMenu nesta rede social, para que os seus clientes fossem carregando fotos de cada prato.

Para mais informações, recomendamos o artigo “Branding: como reforçar a sua marca usando o Instagram“.

Deixamos a decisão nas vossas mãos. Há muitas possibilidades, muitas redes sociais, sendo complicado estar em todas. Também convém salientar que não ficamos populares numa rede apenas a publicar o nosso conteúdo. Convém seguir e/ou divulgar conteúdo que achemos interessante de outros utilizadores!

Esperamos que este artigo ajude na tomada de decisão. Também gostaríamos de conhecer a sua experiência com o Pinterest e/ou o Instagram. Partilhe-a connosco!