Tag Archives: Roteiros

Óbidos espera por si

Para esta semana sugerimos uma visita à acolhedora vila de Óbidos. E, claro, na Toprural seleccionamos sempre algumas casas rurais para passar uns dias em perfeito descanso.

Óbidos | Foto de WaugsbergO que mais se destaca ao olhar para esta simpática vila é o seu encanto medieval, que deslumbra muitos casais de namorados, graças ao seu castelo e extensas muralhas. Passear por entre ruas e vielas desta vila é sempre agradável, especialmente se for na companhia certa.

Mas, se não quiser ficar na vila, pode sempre ir explorar a zona envolvente. Perto encontra a Lagoa de Óbidos. Com cerca de 7 km2, aqui pode encontrar extensos areais, como a praia do Bom Sucesso ou a praia de Covões, ideais para caminhadas. A Lagoa é também o local eleito para alguns desportos náuticos, como windsurf, canoagem, kiteboard ou ski náutico. Se quiser andar mais um pouco, pode também fazer uma visita à vila da Foz do Arelho, conhecido destino turístico de Verão, mas que tem também o seu encanto neste frio Inverno.

Para um pouco mais de agitação de cidade, encontra Caldas da Rainha, e a sua típica e provocativa loiça, a menos de 10 km da vila.

Por Óbidos pode também percorrer os oito quilómetros da recente ciclovia por entre vegetação natural e o rio Arnóia. No Posto de Turismo pode alugar o veículo de duas rodas ou, simplesmente, fazer o percurso a pé. Por falar em percursos pedestres, existem alguns aconselhados, e que pode encontrar aqui.

Uma das alturas mais apetecíveis para ir a Óbidos e aquando da realização do já famoso Festival Internacional de Chocolate. Todos os anos a vila é sinónimo da deliciosa iguaria. É o maior evento realizado no município (chega a acolher 200 mil pessoas) e este ano decorre entre 17 de Março e 3 de Abril. Se quer ir é melhor começar já a pensar nisso e a marcar a sua rural. Se esperar mais vai, de certo, ter dificuldades.Ficam aqui algumas sugestões:

Em alternativa, pode também procurar casas rurais no distrito de Leiria. Aqui tem alguns exemplos:

Boa viagem!

Férias nos Açores

Arquipélago situado a cerca de 1500 Km a Oeste de Portugal Continental, os Açores têm inúmeras razões para visita, com uma envolvente onde a beleza na natureza impera. Aqui na Toprural traçamos-lhe o roteiro daquilo que não pode perder.

Primeiro que tudo, é necessário, se não está já nas ilhas, viajar a partir do continente. A TAP e a SATA oferecem uma larga escolha de voos, nomeadamente se o destino for a Ilha de São Miguel.

São Miguel
Ilha onde se encontra a capital do arquipélago, Ponta Delgada, é a maior ilha do arquipélago. Além da visita à própria cidade, e das suas igrejas, aqui não pode deixar de ver a Lagoa das Sete Cidades, recentemente eleita uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal. A não perder é também a Lagoa do Fogo e o vale das Furnas.

Sugestões de alojamento:
Casa dos Barcos
| Casa da Madrinha | Casa das Calhetas | Casas do Frade

Transporte: Utilize o avião, através da SATA, para se deslocar à Ilha Terceira.

Terceira
O nome diz tudo, e esta foi mesmo a terceira ilha a ser descoberta pelos navegadores portugueses. Angra do Heroísmo é a sua principal localidade. Nesta ilha aconselhamos a visita à Caldeira Guilherme Moniz e à Fortaleza de São João Baptista.

Sugestões de alojamento: Casas do MaginaQuinta do Martelo | Quinta dos Figos

Transporte: De seguida, o destino aconselhado é a Ilha do Faial. Para tal, pode utilizar os barcos da Atlânticoline.

Faial
Separada da Ilha do Pico por uma curta distância – cerca de 3 km – é daqui que se consegue ter uma vista magnífica para essa ilha vizinha. A cidade da Horta merece uma visita atenta, com destaque para o seu porto e marina, onde aportam iates de todo o mundo. É aqui que se localiza o famoso Peter Café Sport. É nesta ilha que se localiza também o Vulcão dos Capelinhos, cuja última erupção ocorreu em 1958.

Sugestões de alojamento: Quinta da Abegoaria | Casal do Vulcão | Casas do Areeiro

Transporte: Com a Ilha do Pico ali tão perto, era impossível não fazer outra viagem de barco.

Pico
É a segunda maior ilha do arquipélago, mas a primeira em termos de altura. Na verdade, a Montanha do Pico é a mais alta montanha de Portugal, com 2351 metros. Além dos desportos naúticos e mergulho, aqui não pode perder a Gruta das Torres e a Furna de Frei Matias. A cultura da vinha, apesar de não ter a glória de tempos passados, é ainda de admirar. Tal é a beleza, que esta paisagem foi considerada outra das 7 Maravilhas Naturais de Portugal.

Sugestões de alojamento: A Abegoaria | A Casa do Ouvidor | Adegas do Pico

Mais ilhas

Se ainda tiver tempo, faça por conhecer as outras ilhas, das nove que constituem o arquipélago. Vai ver que não dá por mal empregado o seu tempo.

Santa Maria | Flores | Graciosa | São Jorge | Corvo

Tem outras sugestões de visita nas ilhas? Deixe o seu comentário.

O cinema “rural”

Característica inequívoca do cinema nacional é que grande parte dos filmes é rodado nas grandes cidades, com Lisboa e Porto, e respectivas áreas limítrofes,  no topo das preferências. Mas aqui na Toprural descobrimos algumas películas que têm a paisagem rural como principal cenário.

Fique com 7 filmes portugueses e um outro, estrangeiro, que foi filmado em território luso.

Ainda Há Pastores?
Documentário de 2006, do realizador Jorge Pelicano, revela a história de Hermínio, pastor de Casais de Folgosinho, em Viseu, o pastor mais novo da região, com 27 anos. A solidão de dias entregues  ao pastoreio animados apenas pela música que sai do seu rádio com cassetes de Quim Barreiros, tornam Hermínio numa personagem quase ficcional, mas que é a mais pura das realidades. Casas rurais em Viseu.

Second Life
É de 2009 este filme de Alexandre Valente e Miguel Gaudêncio. Reune um elenco com diversas figuras públicas e conhecidos actores portugueses, tendo as filmagens sido realizadas na Herdade da Malhadinha, entre Castro Verde e Beja, Alentejo, Todo o enredo se baseia no “e se?”. E se tivesse feito outras escolhas? Seria esta a minha vida? Casas rurais em Beja.

I’ll See You In My Dreams
De 2003, é considerado o primeiro filme português de terror. Produzido por Filipe Melo, condensa, nos seus pouco mais de 20 minutos, a história de uma vila que inexplicavelmente é assombrada por uma praga de zombies. Filmado na região de Tondela, em Viseu, foi distinguida como a melhor curta-metragem no Fantasporto. Casas rurais em Viseu.

Coisa Ruim
Ainda no género do terror, este filme de 2005 teve a produção de Paulo Branco e a realização de Tiago Guedes e Frederico Serra. Com argumento de Rodrigo Guedes de Carvalho,  e filmado na freguesia de Torroselo, em Seia, relata a história de uma família que herda uma casa na província, para onde se muda deixando a grande cidade. Só que a casa aparenta estar assombrada… Casas rurais em Seia.

Dot.com
Filme de 2007, relata a história da fictícia aldeia de Águas Altas, que está no centro de uma polémica internacional. Tudo porque uma multinacional pretende lançar uma água com o mesmo nome, e reclama o site da aldeia. E há quem queira vender, e outros que se mostram irredutíveis. Realizado por Luís Galvão Teles na zona de Ferreira do Zêzere. Casas rurais em Ferreira do Zêzere.

Um Funeral à Chuva
Com a região da Covilhã como cenário, esta película revela a história de um grupo de antigos estudantes universitários que se reencontra, 10 anos depois, na cidade onde haviam estudado, devido à morte de um deles. E há muitas diferenças desde há uma década atrás. Realizado por Telmo Martins, é de 2009. Casas rurais na Covilhã.

Aquele Querido Mês de Agosto
Filmado nas zonas de Arganil, Góis e Oliveira do Hospital, é o exemplo do “documentário-ficção”, filme que mistura os dois géneros. Retrata o coração de Portugal no mês de Agosto, com todas as festas e bailaricos, acompanhando as relações sentimentais entre pai, filha e o primo, todos músicos. Realizado por Miguel Gomes.
Casas rurais de Arganil, Góis e Oliveira do Hospital.

A Casa dos Espíritos
Não é português este filme de 1993 baseado num livro de Isabel Allende, mas é talvez o mais conhecido filme internacional filmado numa zona rural em Portugal. O concelho de Odemira, perto de Vila Nova de Mil Fontes, foi o cenário para este filme do realizador Bille August e que conta com actores como Meryl Streep, Glenn Close, Jeremy Irons, Winona Ryder, e Antonio Banderas, entre outros. Continua a ser a película filmada em Portugal que mais lucrou, com ganhos de 6,2 milhões de dólares ( ao câmbio de 1993, obviamente). Casas rurais de Vila Nova de Milfontes.

Conhece mais algum filme nacional que tenha sido filmado em zona rural? Deixe o seu comentário.

Foto: retirada do blog oficial do documentário “Ainda Há Pastores?” em http://aindahapastores.blogspot.com.

O cinema “rural”
Por muito que se tente puxar a brasa à sardinha, a realidade é que o cinema português ainda tem alguma dificudlade em chamar espectadores. Ainda assim, e felizmente para a cultura nacional, ultimamente são já algumas as obras que alcançam número de espectadores considerados aceitáveis.

No entanto, não são suficientes para suportar uma indústria privada. Ainda têm, muitas produções, que recorrer a apoios estatais para serem realizadas. Ainda falta assim percorrer um longo caminho, para que este aparente divórcio entre o público e o cinema português chegue ao fim.

Característica inequívoca é que grande parte do cinema em Pritugal é rodado nas grandes cidades, com Lisboa e Porto, e aras limítrofes,  no topo das preferência dos realizadores. Mas, para contrariar um pouco essa tendência, aqui estão alguns filmes nacionais (e um outro internacional) que tiveram a paisagem rural de Portugal como cenário
Ainda há pastores?
Documentário de 2006, do realizador Jorge Pelicano, revela a história de Hermínio, pastor de Casais de Folgosinho, em Viseu, o pastor mais novo da região, com 27 anos. A solidão de dias entregues  ao pastoreio animados apenas pela música que sai do seu rádio com cassetes de Quim Barreiros, tornam Hermínio numa personagem quase ficcional, mas que é a mais pura das realidades.
Casas rurais em Viseu ou casais folgosinho
Imdb  – http://www.imdb.com/title/tt0897412/

Second Life
É de 2009 este filme de Alexandre Valente e Miguel Gaudêncio. Reuniu um elenco com diversas figuras públicas e grandes actores portugueses, tendo as filmagens sido realizadas na Herdade da Malhadinha, entre Castro Verde e Beja, Alentejo, Todo o enredo se baseia no “e se?”. E se tivesse feito outras escolhas? Seria esta a minha vida?
Casas rurais em Castro Verde
..

I’ll see you in my dreams
Filmado em 2003, esta curta metragem é considerado o primeiro filme de terror português. Produzida por Filipe Melo, condensa nos seus pouco mais de 20 minutos a história de uma vila que inexplicavelmente é assombrada por uma praga de zombies. Filmado na região de Tondela, foi destinguida como a melhor curta-metragem no Fantasporto.
Coisa Ruim
Ainda no género do terror, este filme de 2005 teve a produção de Paulo Branco e a realização de Tiago Guedes e Frederico Serra. Com argumento de Rodrigo Guedes de Carvalho,  e filmado na freguesia de Torroselo, em Seia, relata a história de uma família que herda uma casa na província, para onde se muda. Só que a casa aparenta estar assombrada…

Dot.com
Filme de 2007, relata a história da fictícia aldeia de Águas Altas, que está no centro de uma polémica internacional. Tudo porque uma multinacional pretende lançar uma água com o mesmo nome, e reclama o site da aldeia. E há quem queira vender, e outros que se mostram irredutíveis. Realizado por Luís Galvão Teles na zona de Ferreira do Zêzere.
Um Funeral à Chuva
Com a região da Covilhã como cenário, esta película retrata a a história de um grupo de antigos estudantes universitários que se reencontra, 10 anos depois, na cidade onde haviam estudado, devido à morte de um deles. Realizado por Telmo Martins, é de 2009.
Casas rurais na Covilhã

Aquele Querido Mês de Agosto
É o chamado “documentário-ficção”, misturando os dois géneros. Retrata o coração de Portugal no mês de Agosto, com todas as festas e bailaricos, acompanhando as relações sentimentais entre pai, filha e o primo, todos músicos. Realizado por Miguel Gomes, é de 2008, tendo sido filmado nas zonas de Arganil, Góis e Oliveira do Hospital.
Casas rurais de

A Casa dos Espíritos
Não é português este filme de 1993 baseado num livro de Isabel Allende, mas é talvez o mais conhecido filme internacional filmado numa zona rural em Portugal. O concelho de Odemira, perto de Vila Nova de Mil Fontes foi o cenário para este filme do realizador Bille August e que conta com actores como Meryl Streep, Glenn Close, Jeremy Irons, Winona Ryder, e Antonio Banderas, entre outros. Continua a ser a película filmada em Portugal que mais lucrou, com ganhos de 6,2 milhões de dólares ( ao câmbio de 1993, obviamente).
Conhece mais algum filme nacional que tenha sido filmado em zona rural? Deixe o seu comentário.

Descanse na fantástica Sintra

Localizada a cerca de 30 kms de Lisboa, a vila de Sintra foi desde sempre uma local de eleição para o contacto com a natureza e a história. Eleita por reis e rainhas, é também uma escolha acertada para uns dias de descanso para o mais comum dos mortais.

A vila, que é também sede de concelho, foi considerada Património Mundial pela UNESCO, e serviu, desde sempre, como local de fixação de povos. Mas, para não estar a alongar em devaneios, talvez seja melhor dar-lhe algumas ideias do que visitar.

Palácio Nacional de Sintra

Situado no centro da vila de Sintra, e por isso também conhecido como o Palácio da Vila, a sua construção teve início no séc. XV. Tendo sido utilizado pela Família Real Portuguesa como residência de Verão até ao final da monarquia, foi classificado como monumento nacional aquando da implementação da República em 1910. Apresenta traços de arquitectura medieval, gótica, manuelina, renascentista e romântica.

Castelo dos MourosTem 450 metros de perímetro e situa-se num dos cumes da Serra de Sintra, permitindo desfrutar de uma vista impressionante sobre a vila e até ao Oceano Atlântico.

Palácio Nacional da Pena

Situado num dos topos da Serra, é uma das grandes marcas da vila de Sintra. Por vezes apelidado de Castelo da Pena, é uma das melhores expressões do romantismo arquitectónico em Portugal. É até considerado o primeiro palácio romântico da Europa, três décadas antes do símbolo que é o Castelo de Neuschwanstein, na Alemanha. Se a vista impressiona, a construção e diversidade arquitectónica são merecedoras de uma visita atenta. Visita virtual.

Parque de Monserrate

Fica na freguesia de São Martinho e apresenta um palácio que era a residência de Verão de Francis Cook. Se o edifício foi projectado por James Knowles e construído em 1858, o desenho dos jardins foi idealizado pelo pintor paisagista William Stockdale, o botânico William Nevill, e James Burt, mestre jardineiro. Visita virtual.

Praias
O concelho de Sintra tem também muitas e agradáveis praias, como é o caso da Praia das Maçãs, da Adraga, Praia Grande ou Praia do Magoito. É também neste concelho que encontra o Cabo da Roca, a ponta mais ocidental do continente europeu.

E se admite que é um pouco guloso(a), fica a dica para provar as características queijadas e os travesseiros. Mas há ainda muito mais para descobrir. Veja por si e visite Sintra.

Casas rurais em Sintra

Férias em Agosto? Sim, é possível

Já tem as suas férias em Agosto planeadas? Não sabe onde vai passar uns dias de merecido descanso? Acha que já não vale a pena marcar, porque está tudo ocupado? Ideia errada! A Toprural oferece-lhe algumas ideias.

Na pesquisa Toprural consegue descobrir quais as casas rurais disponíveis em determinadas datas. Mas, para lhe poupar tempo, aqui tem algumas sugestões, organizadas segundo as regiões de Portugal e com a disponibilidade por semana.

Norte

Região montanhosa e de verdejantes paisagens, é atravessada pelo rio Douro, cujas margens são de beleza única no mundo. Encontra também nesta região o Parque Nacional da Peneda Gerês. Porto, Guimarães, Braga, Vila Real e Viana do Castelo são algumas das mais importantes cidades da região.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana

Centro

Região onde se encontra o ponto mais alto de Portugal Continental, a Serra da Estrela. Por agora não tem neve, mas a paisagem continua a deslumbrar. A Ria de Aveiro é também um destaque pela sua beleza e contacto com a natureza. Viseu, Coimbra, Guarda e Castelo Branco são outras das cidades mais representativas.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4ª semana

Estremadura e Costa Alentejana

Região que engloba algumas das melhores praias nacionais, como as da Costa da Caparica, as da zona do Estoril e de Cascais e também da costa alentejana, tem também em Lisboa um ponto de atracção importante. Tem como cidades de destaque Leiria, Santarém, Setúbal e, claro, a capital, Lisboa.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana

Alentejo

Região onde impera o calor e o relaxamento, o Alentejo tem aquilo que muito se quer nos dias de hoje: sossego. Isto adornado com uma paisagem de planície de perder de vista. Évora, Portalegre e Beja são as mais importantes cidades.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana

Algarve

Destino de Verão por excelência, o Algarve tem as mais famosas praias de Portugal. Famosas e também de famosos, dado que muita gente conhecida aí passa férias, inclusive estrelas internacionais. A capital de toda a região é Faro, mas também é devido destaque a Lagos e Portimão, entre outras.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana

Em Espanha

Seleccionámos para si também duas zonas do país vizinho onde pode passar alguns dias de descanso em pleno mês de Agosto.

A Coruña

O município situa-se na região da Galiza, a norte de Portugal. Tem como capital Santiago de Compostela, destino dos peregrinos que percorrem os Caminhos de Santiago.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana

Sevilha

Município a no Sul de Espanha, tem na capital, também de seu nome Sevilha, a quarta maior cidade de Espanha. É o berço, como o nome indica, das danças sevilhanas.

Agosto: 1.ª semana | 2.ª semana | 3.ª semana | 4.ª semana