Category Archives: Ecologia

Arquipélago das Berlengas – Série Reservas Naturais

arquipélago das Berlengas, situado a 16 Km de Peniche, é considerado Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO desde 30 de Junho de 2011.

Foto CC de jorgefteixeira

reserva natural das Berlengas foi criada dia 3 de Setembro de 1981. Mas não são apenas isto! As Berlengas são também conhecidas como sendo a primeira área protegida do mundo, desde o reinado de D. Afonso V que em carta fechada de 15 de Novembro de 1465 lhe atribuiu o estatuto de proteção integral.

Atualmente só podem entrar nas Berlengas 350 pessoas por dia, de forma a ser minimizado o impacto na natureza e no habitat das suas espécies. As espécies que habitam este arquipélago, à exceção das que são afetadas por fenómenos naturais ou de migração, estão em muito bom estado de reprodução.

Esta reserva natural possui um habitat rico em fauna e flora e é um lugar muito procurado para a observação de aves e para a prática de mergulho subaquático. É o sítio ideal para aqueles que gostam de observar grandes cardumes de peixes e explorar alguns destroços e grutas. A pesca está proibida.

Existem imensas cavernas… Como tal poderá fazer alguns passeios de barco que partem desde as Berlengas com destino a essas cavernas. Nestes passeios pode não só admirar as grutas (as rochas e formas que as compõem) como também avistar a fortaleza e se tiver oportunidade alugar um caiaque e passear pelas enseadas da Cova do Sonho e do Furado Pequeno.

Se ainda assim nenhuma destas atividades o atraem uma boa ideia é um passeio pedestre pelos trilhos existentes ou um passeio de barco onde descobrir os recantos mais especiais deste raro e precioso lugar.

Para aceder às Berlengas a partir de Peniche é preciso ter estômago, sobretudo em dias de marés fortes e muito vento. Este trajeto poderá demorar de 30 a 60 minutos mas como diz a maioria: vale a pena!

Para estar em sintonia com esta experiência, recomendamos que fique alojado numa das casas rurais próximas de Peniche. Desta forma o impacto na zona é muito menor e poderá disfrutar ao máximo da natureza.

Conselhos para visitar o arquipélago das Berlengas

– Evitar ir em Agosto porque, como sabe, é um dos meses mais complicados do ano. O facto de estar limitado a 350 pessoas por dia, dificulta o acesso a esta ilha.

– Caminhar pela ilha apenas pelos caminhos destinados a percursos pedestres.

– Visitar as grutas e as enseadas.

– Se é uma pessoa muito aventureira pode acampar na Fortaleza de São João Batista (ou das Berlengas), onde existe um espaço para tendas.

– Ter cuidado com os ninhos das gaivotas e de outras espécies de aves. Dado que não estão habituadas à presença humana podem tornar-se violentas…

Caso já tenha visitado o Arquipélago das Berlengas, pode deixar-nos a sua opinião nos comentarios em baixo.

Os dez mandamentos da utilização das praias

De certeza que muitos de vocês já foram à praia este ano e se aperceberam de como estavam limpas. Para podermos continuar a desfrutar com prazer da nossa costa, é necessário respeitar o meio ambiente. Apesar de se levarem a cabo muitas iniciativas ecologistas, o cuidado com as praias é uma tarefa que só funcionará se nos implicarmos entre todos.

Lixo nas praias

1. Respeite o ambiente que o rodeia. Não arranque plantas nem retire  os animais marinhos ou outros seres vivos das suas praias e mar.

2. Não atire lixo para o chão, utilize os contentores próprios separando os residuos. É necessário o aumento de uma recolha seletiva de lixo. Em Portugal recicla-se apenas 17% do lixo municipal produzido.

3. Não verta liquidos contaminantes no mar.

4. Guarde as pontas de cigarros num recipiente que não seja inflamável e que possa transportar consigo. As pontas de cigarros não são biodegradáveis e, tendo em conta o seu pequeno tamanho, podem permanecer nas praias durante 2 anos.

5. Poupe a água dos duches das praias. Mesmo que não seja você a pagar essa factura, recorde que a água é um bem escasso. Permaneça debaixo do duche apenas o tempo necessário para retirar a areia do corpo.

6. Utilize meios de transporte ecológicos para ir à praia. Um passeio a pé ou de bicicleta são a forma mais ecológica de o fazer além de proporcionarem o contacto com a natureza.

7. Se encontrar animais presos na costa (crustáceos ou peixes de grande porte), avise a Proteção Civil para que tenham conhecimento e actuem em conformidade.

8. Não pesque fora das áreas concessionadas para esse fim.

9. Se gosta da prática de mergulho, não toque em nenhuma planta ou animal. Deixe-os viver tranquilos e observe somente como se relacionam entre si e vivem em perfeita harmonia.

10. Divirta-se, sinta as ondas e caminhe pela costa! E volte frequentemente.

Tem algum outro conselho? Partilhe connosco.

Casas Tradicampo galardoadas com a Green Key

Hoje queremos felicitar as Casas Tradicampo por terem seus alojamentos distinguidos com o galardão internacional GREEN KEY, pelas suas boas práticas ambientais.

Estamos orgulhosos de contar com clientes como a TRADICAMPO no nosso motor de busca, onde as casas Casas do Pátio, Casa da Talha e Casa da Fonte são merecedoras de tão importante reconhecimento.

Segundo a nota de imprensa emitida pela TRADICAMPO, eles têm incorporado no seu projecto “desde o seu início (…) de forma consistente, os requisitos inerentes a uma actividade turística responsável e sustentável, estendendo esse conceito ao seu funcionamento diário. A atribuição do galardão GREEN KEY é, assim, encarada como uma responsabilidade acrescida e como um estímulo ao aperfeiçoamento do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido.”

Um dos grandes desafios e compromissos que defronta o turismo rural é o seu compromisso com a natureza e a ecologia. E é para isso que existem organizações como a Green Key. Uma ONG reconhecida pela UNWTO (World Tourism Organization) e a UNEP (United Nations Environment Programme) e que é a maior eco-label existente para alojamentos.

A Green Key tem um centro administrativo em cada país participante. No caso de Portugal trata-se da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE)

Para ganhar este prémio é preciso cumprir alguns critérios fundamentais ( 704 kb) e que podem ser vistos no site da Green Key . Não são critérios difíceis de cumprir mas é importante ser consistente e respeitá-los todos. Alguns exemplos são: o uso de produtos ecológicos, informações sobre como e onde arrendar bicicletas ou o uso de alimentos biológicos.

Caso siga o exemplo das Casas Tradicampo e tenha uma casa rural galardoada com este ou outro tipo de prémios relacionados, escreva-nos para divulgar o seu projecto e as boas práticas aplicadas.

Portugal atento ao desenvolvimento sustentável

Desenvolvimento sustentável é um termo que entrou há relativamente pouco tempo no léxico mundial. Em Portugal também, mas parece que estamos no bom caminho no reconhecimento desta via, como indica um recente estudo da Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN). Ainda assim, há que melhorar em alguns aspectos. A Toprural conta-lhe tudo.

Essencial deixar um planeta melhor aos nossos filhos

Segundo o relatório Brundtland, o conceito mais utilizado para definir desenvolvimento sustentável é o seguinte: “O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e económico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais”.

O estudo da Associação Portuguesa de Anunciantes, intitulado “Opinião Pública e Sustentabilidade em Portugal”, vai já na sua terceira edição (a primeira em 2007 e o segundo em 2009). E conclui-se que 90% dos inquiridos afirmam ter alguma ou muita consciência sobre o desenvolvimento sustentável.

Ainda assim, apesar do conhecimento, metade dos inquiridos refere ainda que há pouca consciência sobre isso, situação a que a atual crise poderá ter efeito, uma vez que faz com que o tema perca importância, tanto nos cidadãos como nas empresas, relegando o desenvolvimento sustentável para fora das prioridades de atuação.

No topo da classificação dos comportamentos pessoais sustentáveis encontra-se o “poupar água e luz” (57%) e fazer a “separação do lixo” (52%).

Mas, referimos nós, existem muitas outras medidas que podem ser implementadas, a nível pessoal, para um desenvolvimento sustentável:

  • Poupar água no banho; fechar as torneiras ao lavar os dentes; colocar um volume dentro do autoclismo para este se encher com menos água. Tudo isto permite poupar esse valoroso e necessário recurso natural.
  • Desligar as luzes de salas onde não é necessário; tirar os aparelhos do standby, desligando-os; e se possível instalar painéis solares ou outras formas alternativas de utilizas de energia. Poupar energia é também desenvolver.
  • Reutilize os seus sacos nas compras; de preferência adquira produtos nacionais, uma vez que requerem menos meios de transporte e, consequentemente, o seu transporte polui menos.

Todas as medidas em cima são de preservação do meio ambiente, um dos pilares essenciais no desenvolvimento sustentável. De resto, esta assenta em três factores: a sustentabilidade ambiental, sustentabilidade económica e sustentabilidade sócio-política. É assim, e resumindo, uma forma de evoluir enquanto sociedade justa, com esforço para que todos se sintam incluídos e participem na sua evolução, mantendo as circunstâncias de vida atuais, e tentando deixar um mundo melhor para os nossos filhos.

Casas rurais com certificação ecológica

Como as preocupações com o meio ambiente devem estar sempre na ordem do dia, a Toprural decidiu agora mostrar-lhe uma selecção de casas rurais com certificação ecológica.

Casa rural (aluguer completo) | Casa do Ouvidor | São Roque do Pico, Pico

Ao passar o seu tempo nestas casas rurais tem assim a certeza que a sua estadia terá um reflexo mínimo no meio ambiente. Não precisamos, claro, de lhe dizer como as preocupações ambientais estão na ordem do dia. E não são uma moda: são uma necessidade. Se não conservarmos a mãe Natureza, o cenário do futuro revela-se bastante negro.

Reflexo dessa importância é o facto, por exemplo, da Organização das Nações Unidas (em inglês) (ONU) este ano de 2012 ser o Ano Internacional da Energia Sustentável para Todos. Mais de 1,4 mil milhões de pessoas, segundo a ONU, não têm acesso a energia, sentido a consequência disso mesmo a nível educacional, económico, ambiental e na saúde. Garantir o acesso a energia é assim um imperativo mas, lá está, com o meio ambiente sempre em vista. Daí a preocupação com o “sustentável”.

Fique então com a nossa selecção, sabendo sempre que poderá encontrar mais casas no nosso portal .

Casa de RequeixoFrades, Braga
Casa da nobreza rural do século XVI, com ampliações em anos seguintes, aqui encontra uma casa reconhecida como produtor biológico. Os hóspedes pode também participar nos trabalhos horta, sentido o gosto pelo tratar da terra.

Quinta Nossa Senhora de LourdesSão Vicente Ferreira, São Miguel
Construção com mais de 100 anos, é desde o início uma das maiores casas vinícolas das redondezas. Além das videiras, encontra aqui também uma outra variedade de culturas e de árvores de fruto.

A Casa do Ouvidor São Roque do Pico, Pico
Localizada no arquipélago dos Açores, esta quinta encontra-se numa das mais belas e naturais paisagens de Portugal. Rodeada do verde e azul, aqui pode encontrar a verdadeira Natureza.

Quinta da Vila FrancelinaFrossos, Aveiro
Inserida numa zona de reserva ecológica de passagem de aves migratórias, esta quinta inclui jardins, uma área de pomar, cerca de oito hectares com floresta de pinheiros, eucaliptos, plátanos e outras espécies. Oferece, claro, um ambiente saudável e passeios tranquilos.

Boa viagem! E boa estadia!