O que evitar na reciclagem

Reciclar é uma actividade cada vez mais necessária no mundo moderno. Como ainda se comentem erros nesse campo, resolvemos, na Toprural, apontar as excepções: aquilo que é ‘proibido’ colocar no ecoponto.

Já sabemos as cores correspondentes para cada um dos resíduos recicláveis (como falámos neste post). Mas, ainda assim, nunca é demais recordar:

  • Amarelo – plástico e metal, como garrafas e latas de bebidas. É também neste ecoponto que devem ser depositadas as embalagens de cartão para bebidas.
  • Verde – vidro, como as garrafas, frascos ou boiões sem tampa.
  • Azul – papel e cartão, como as embalagens de cereais, jornais ou normal papel para impressão.

De certo que já está identificado com as cores e o que colocar em cada um dos ecopontos. Mas, saberá aquilo que é ‘proibido’ colocar?

  • Amarelo – É imperativo evitar os garrafões de combustível, os baldes, cassetes de vídeo, canetas, cd e dvd, talheres de plástico ou de metal, rolhas de cortiça, electrodomésticos, pilhas e baterias, tachos, panelas e ferramentas.
  • Verde – Não é aconselhável depositar pratos, materiais de construção civil, vidraças, espelhos, lâmpadas, chávenas, cristais ou copos.
  • Azul – Não se pode depositar papel autocolante, plastificado ou de alumínio. Proibido também a colocação de sacos de cimento, toalhetes, fraldas, lenços de papel sujos, embalagens de cartão com gordura, papel de cozinha e guardanapos sujos, bem como as embalagens de cartão de produtos químicos.

Agora que já conhece as excepções, fique com os pequenos gestos que também facilitam todo o processo de reciclagem:

  • Escorra e lave todo o conteúdo residual das diferentes embalagens.
  • Retire as rolhas e tampas das embalagens.
  • Sempre que possível, espalme as caixas de cartão, garrafas de plástico e latas de bebidas.

Seguir estas directrizes, e estar atento às excepções, é traçar um caminho verde para um mundo melhor. Reciclar é, cada vez mais, uma obrigação de cidadania. Vamos todos fazer a nossa parte.

Veja mais informações no site da Sociedade Ponto Verde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *