Tag Archives: herdades

Razões para passar férias numa Herdade

As herdades portuguesas, além de serem opções de alojamento rural, também são uma parte importante da nossa história, mas nem todos os portugueses estão cientes de qual a razão de uma herdade ter este nome.

O fato é que quando a domínio mouro acabou, os soldados ou cavaleiros que lograram a azanha, ficaram com as terras. O rei decidiu que os cavaleiros poderiam ficar com as mesmas, sempre que contribuíssem com um quinto da produção das terras. No entanto, no sul do país, as terras não eram muito férteis, pelo que os nobres ao reclamarem, foi autorizado que as casas fossem passadas como herança sem impostos. Assim nasceram as “herdades”.

Hoje em dia, muitas herdades são convertidas em empreendimentos de turismo rural, grandes casas de vinho e outros produtos ou uma mistura das duas.

As características deste tipo de alojamento são variadas mas existem algumas que são importantes destacar, e que são razões suficientes para passar férias numa Herdade:

As herdades têm a sua história, um pedaço dela marcada no seu terreno: torres, igrejas, edificações com arquitectura de longa data ou com materiais da época. No pior dos casos, estes prédios não fazem parte da herdade mas sim da área.

Nestes alojamentos há sempre preferência pelos produtos locais. Tendo os recursos (ou vizinhos com os recursos), não há necessidade de  procurar noutros lugares.

Sobre os preços, tendo uma quantidade grande de habitações para ocupar, por vezes tendem a ser um pouco mais baratos do que outras casas rurais, pelo que é sempre bom comparar com outros alojamentos da zona.

Também, nas herdades o turismo é ativo. Como as herdades estão geralmente inseridas em áreas protegidas ou em ambientes naturais muito agradáveis, existem bastantes atividades para se fazer por perto.

As herdades,  além de serem alojamentos, são lugares que possuem várias atividades económicas: pode ser para produção de alimentos, vinhos, etc. A variedade de atividades numa herdade, é uma grande mais valia para quem gosta de aprender coisas novas.

Cá vos deixamos algumas das que estão na nossa base de dados, com o ênfase que os seus proprietários fazem sobre as mesmas:

Herdade da Agolada de Cima (Coruche, Santarém)
“Nesta casa de turismo rural, apenas a 45 minutos do aeroporto de Lisboa, aproveite para realizar caminhadas, e actividades ao ar livre.”

Herdade do Azinhal (Santa Clara-a-Velha, Beja)
“Foi preservada a traça das casas, evidenciados os materiais de construção originais e o cuidado na recuperação revela-se em todos os pormenores como na colocação de cada telha,feita com métodos tradionais antigos.”

Herdade da Matinha (Cercal, Setúbal)
“Destacam-se os espantosos jantares gourmet preparados com produtos biológicos da Herdade e da região, as tertúlias culinárias, os eventos musicais, as aulas de yoga, equitação e surf”

Herdade Nave do Grou (Mosteiros, Portalegre)
“A Herdade Nave do Grou é uma exploração agrícola com gado da raça Limousine, com uma superfície de cerca de 100 hectares. O monte, tal como a casa de férias e os anexos da exploração, ficam no topo duma colina, oferecendo-lhe uma vista grandiosa sobre a paisagem ondulante do Alto Alentejo e a serra de São Mamede.”

Herdade Dom Pedro (Terena, Évora)
A Herdade D. Pedro é um “Monte” típicamente alentejano situado no centro de uma propriedade agrícola de 100 hectares com paisagem magnífica sobre a Vila de Terena, o seu Castelo Medieval e a Capela Fortificada da Boa Nova. Os cavalos e os rebanhos pastam em liberdade. Abundam as aves das mais variadas especies.

Herdade de Nossa Senhora das Graças (Lomba da Maia, São Miguel – Açores)
“Os visitantes além de poderem participar nas actividades diárias da Herdade, vão encontrar um ambiente acolhedor e familiar no edificio principal, apreciar recantos de um Jardim com arvores e plantas exóticas, passeios a pé e de bicicleta, jogos de mesa.”

Herdade do Touril (Zambujeira do Mar, Odemira, Beja)
“Tem uma situação geográfica privilegiada, situada à beira do mar com uma área de 365 Ha. Dispõe de um areal de 400 metros, a Praia do Tonel, encaixada numa falésia praticamente deserta. As excelentes condições naturais de que dispõe, aliada à escassa oferta turística existente na zona, fizeram com que se tomasse a iniciativa de realizar este projecto.”